Boys will be boys?

Nunca pensei que genero foi se  tornar um tema logo tao cedo na vida do meu Filhote.

Na verdade torna-se na hora que optamos por saber o sexo do bebe e escolhemos seu nome e fazemos planos.

Como bem disse bem a Ana Claudia Bessa do Futuro do Presente, tem pais que tem a “sorte” de ter “bons” filhos, que sao educados, que nao dao trabalho. Os pais nao levam credito por nada, eh mera sorte…

O que aconteceu foi que ele bateu num colega e como a professora viu e ele negou, teve que ir pra sala da diretora junto com os outros dois meninos envolvidos. Ligaram pra mim pra explicar o que tinha acontecido e quando falei com ele pelo telefone, vi que ele ja estava tao arrependido.

Fui busca-lo quando as aulas terminaram, deixei que ele me explicasse o que tinha acontecido e conversamos bastante. Ele estava bem preocupado e assustado em voltar pra escola no dia seguinte. Fiz o possivel para tranquiliza-lo mas sem diminuir o que havia acontecido. Ja bem tarde, antes de dormir, escrevi um email para a professora, contando sobre a reacao dele e que como haviamos conversado e que como ele havia  entendido que errou, pedido desculpas e dito que nao deixaria acontecer de novo, que ele nao teria motivos para ter medo de voltar pra escola. O importante eh admitir o erro, repara-lo e seguir em frente. E que eu havia concordado com ela e com as medidas tomadas pela escola.

Ai recebo o telefonema de uma das maes, exasperada, que meninos brincam assim, de bater uns nos outros, que o filho dela nao tinha feito nada de errado, que a professora eh que esta cansada por ser fim do ano letivo e desconta nos alunos, que a escola esta sendo intransigente e rigorosa e que, por isso, o filho dela nao foi pra escola no dia seguinte ao incidente.

Bom, levando em conta que venho de um pais onde reina a impunidade e que optei por morar num pais onde respeita-se as regras porque ha consequencias, educo o meu filho para essa realidade.

Num momento das vidas de tantos alunos onde o bullying prevalece.

Onde um menino de 6 apanhou de um de 14, no Colegio Sao Bento e a escola optou por mascarar os fatos.

Nao eh porque ele eh menino que achar que bater num colega de classe eh uma brincadeira, que todos os meninos se comportam assim. Num mundo onde ha tanta violencia domestica, onde meninos morrem mais cedo do que meninas, eu vou incentivar o meu filho a  brincar de bater? A violencia ja anda tao banalizada que nao eh dentro da minha propria casa que vou criar o estimulo.

Nao, boys should NOT be boys! Devem ser cidadaos, com caracter, com educacao, com consideracao. Com pais que se importam, que ouvem os dois lados e que optam por fazer o que eh certo

3 Responses to “Boys will be boys?”


  1. 1 fiodeariadne 24/06/2011 às 10:36 PM

    Vc tem razão, Isabella, a masculinidade não deve ser medida por atos de violência. É muito delicado ser mãe nos nossos tempos. Precisamos estar atentas a tudo. Rapazes morrem mais cedo justamente por envolverem-se em brigas motivadas por problemas com namoradas ou rixas entre grupos. Manter nossos filhos longe disso é nossa dificil missão e a escola precisa participar disso.

    beijo

  2. 2 Flavia 16/06/2011 às 8:08 PM

    Nao soh meninos como meninas tbem, jah vi muita menina sem educacao batendo em outras meninas e ateh meninos, um horror, outro dia em uma festinha uma amiguinha da Victoria falou “empurra a Maya” a Victoria nao fez mas quase deu a tentacao, como eu estava logo lah eu jah disse “ninguem empurra ninguem e Victoria jah estah na hora de ir embora”, depois em casa conversei com ela sobre isso e expliquei que nunca deveriamos empurrar ninguem, nem de brincadeira. Nao sei se entendeu, mas dei sorte de pegar na hora e usar como exemplo para uma conversa.

    bjs e vc estah certissima!!!

  3. 3 Cristiane Fetter 11/06/2011 às 2:21 PM

    Apoiado completamente e sigo a mesma linha, mas sempre converso com meu menino. O fato de um amiguinho bater nele não significa que ele tenha que ficar quieto, precisa falar comigo ou com a professora. Bulling é intimidação e eu tento passar para ele que isso não pode acontecer. Meu filho adora beijar e abraçar e eu incentivo isso nele, mas aqui isto não é bem visto. Mas vamos em frente. bjks


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




A La Carte Paper Solutions

TWITTER – O ANDA ACONTECENDO NO MEU ATELIE?

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

E HOJE É DIA…

junho 2011
S T Q Q S S D
« abr   jul »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

QUEM ANDA COMENTANDO NO TQG:

bellavida em Eu era feliz e sabia : )
Odila Nunes em Eu era feliz e sabia : )
lovetz.org em Calcinha Exocet
Carla Cristina. em Maria sem vergonha!
Sandra mendonça em Crocs upgrade!

O QUE MAIS CLICAM NO TQG!

TQG STATS:

  • 227,091 já clicaram aqui desde abril de 2007!

TQG POR MÊS/ANO!

CATEGORIAS TQG:


%d blogueiros gostam disto: