Exercitando a solidão

Em inglês tem o termo loner que me veio a cabeça assim que pensei nesse post.

Não sei se nascemos loners ou nos tornamos solitários…

Eu sempre gostei de atividades em que eu precisava ficar sozinha: ler, fazer quebra-cabeças enormes, fazer palavras-cruzadas, ir ao cinema. Não que eu fosse sozinha ao cinema mas uma vez que as luzes se apagam, estamos todos sozinhos.

E eu sempre fui calada. Falava comigo mesma e até fazia greve e ficava sem falar com ninguém em casa. Pessoa estranha!

Acho que eu já estava exercitando minha solidão. Sempre achei que quem sabe ficar bem consigo, vive melhor. A dependência que criamos da convivência pode ser nociva…

Mas ao mesmo tempo a convivência social é necessária… E lá pros 20 anos falei pra mim mesma: chega disso de ser tímida, boboca! Isso não vai levar a lugar nenhum.

Levou um tempo pra eu me acostumar com a minha nova realidade imposta por mim mesma mas fico satisfeita de ter saído da concha. Aliás tive um namorado que dizia que eu morava numa conchinha.

E namorados sempre tive, engraçado! Lembro do Fábio, do colégio Pitágoras, em BH. Ele me ligava e nós ficávamos mudos no telefone… Vai saber… Eu tinha 13 anos e achava que tudo que eu falava tinha uma conotação estranha…

Também passei pela fase de ficar over analisando tudo que falava e ficava passando diálogos na minha cabeça, over and over. Por que eu disse aquilo?

Lembro-me da Emília, do Sítio do Picapau Amarelo, que overdosed em pílulas falantes do Doutor Sapo (é isso mesmo?) e nunca mais parou de falar.

De uma certa forma continua exercitando minha solidão, agora sem muita análise.

2 Responses to “Exercitando a solidão”


  1. 1 FERNANDO DE JESUS 14/07/2010 às 5:52 PM

    Acho que a solidão é uma das piores coisas do mundo, as vezes podemos ficar sem dinheiro ou bens materias, mais se sentir solitário acho que não tem nem explicação.

  2. 2 Beth Q. 01/07/2010 às 10:07 PM

    Bella, vou te contar uma coisa, eu sempre exercitei a solidão e juro, gosto!
    Claro que sinto se meu marido não chega à noite ou quando viaja como agora e está há 3 dias fora, fico meio sem rumo, não invento novidades pra comer e faço o que quero da vida, às vezes vou até ao cinema sozinha se me der na telha. Sou assim, mas não tem jeito, pois somos humanos e humanos sempre viverão precisando uns dos outros.
    Fiquemos com a poesia:
    “…Que minha solidão me sirva de companhia.
    que eu tenha a coragem de me enfrentar.
    que eu saiba ficar com o nada
    e mesmo assim me sentir
    como se estivesse plena de tudo.”

    Clarice Lispector

    beijinhos cariocas


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




A La Carte Paper Solutions

TWITTER – O ANDA ACONTECENDO NO MEU ATELIE?

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

E HOJE É DIA…

junho 2010
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

QUEM ANDA COMENTANDO NO TQG:

bellavida em Eu era feliz e sabia : )
Odila Nunes em Eu era feliz e sabia : )
lovetz.org em Calcinha Exocet
Carla Cristina. em Maria sem vergonha!
Sandra mendonça em Crocs upgrade!

O QUE MAIS CLICAM NO TQG!

TQG STATS:

  • 227,103 já clicaram aqui desde abril de 2007!

TQG POR MÊS/ANO!

CATEGORIAS TQG:


%d blogueiros gostam disto: