Discriminada ou discriminadora?

Ontem, respondendo a um comentário no Twitter sobre “Uma amiga paulista disse q quando chegou na Suécia percebeu q ela tinha virado a “paraíba” de lá. Por isso uns esperneiam tanto fora do BR”, perguntei se sentir-se paraíba era o mesmo que sentir-se caipira. “Sentir-se paraiba” fora do Brasil pra essas criaturas é sofrer na pele a discriminação que quase todo imigrante sente”.

Então perguntei: sentir-se discriminado(a) está mais na nossa própria atitude do q na dos outros? E a pessoa, muito educadamente,  discordou e está no seu direito de discordar completamente de mim.

E então eu disse que discriminação existe em qualquer sociedade, certo? Vindo do próprio país de origem. Então por que nos sentimos discriminados?

Alguns momentos depois, alguém respondeu: “Só uma branca loira mesmo pra pensar que discriminação está em quem se sente discriminado, e não nos outros”.

Bom, a branca loira sou eu e posso afirmar que assim como já me senti discriminada, já discriminei e acho que não existe um sem o outro.

No Brasil, principalmente, discriminamos os menos abastados, os que não usam roupas da moda,  os que não estudam em escola particular, os que usam transporte público, os com sotaque diferente do nosso, os que dirigem carros mais baratos, os que moram na periferia e por aí vai. Tô pra encontrar uma única pessoa nesse mundo que nunca tenha discriminado pelo motivo que for.

Já, ser discriminado no exterior por ser branca E loira, acreditem se quiserem, já fui.

Num ambiente de trabalho onde 90% é  de homens, estrangeiros, de outra cultura, de outro tom de pele bem mais escuro do que o meu, ocupando vagas melhores que a minha e ganhando mais, como exatamente eu me sinto?

Grávida, vendo as minhas funções serem delegadas a alguns desses homens, porque, infelizmente ainda existem nesse mundo mulheres que acham que gravidez é doença, sinal de incapacidade, fez-me sentir exatamente o quê?

Quando morei aqui nos anos 80 e estava no college, um rapaz berrou na cafeteria: “Can you just stop speaking this language?” Então até porque falo português, fui discriminada.

Ao mesmo tempo, não encaro a minha situação de estrangeira como uma pedra no sapato. Pode ser porque eu more numa cidade de muitos estrangeiros, de uma cultura mais aberta ao multiculturalismo. Num país mais tolerante a diversidade (com seus problemas, obviamente). Por eu falar a língua e me sentir inserida culturalmente.

Acredito sim que é possível vencer a barreira da discriminação quando “calçamos” o sapato alheio. Chegar num país novo, esperando ser acolhida de braços abertos é uma certa ingenuidade. Mas se o fazemos de mente aberta, prontas para encarar as diferenças e as semelhanças com respeito, já é meio caminho andado. E aqui, falo por mim, exclusivamente.

Então ser branca E loira não tem todas essas vantagens que alguns acreditam existir…

Discriminação*

s.f. Ação de discriminar; separação; distinção; discernimento. // Discriminação racial, tratamento diverso dado a pessoas de raças diferentes; segregação.

*Dicionário de português

4 Responses to “Discriminada ou discriminadora?”


  1. 1 Genaide Paiva Leme 30/05/2010 às 1:00 AM

    Estranho uma paulista usar o termo “paraíba”… qdo se refere a nordestino, em São Paulo o termo é chamado de baiano… no Rio de Janeiro o termo é paraíba. Houve um tempo em que em São Paulo dizer que uma mulher é paraíba é o que virou sapatão…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




A La Carte Paper Solutions

E HOJE É DIA…

maio 2010
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

QUEM ANDA COMENTANDO NO TQG:

bellavida em Eu era feliz e sabia : )
Odila Nunes em Eu era feliz e sabia : )
lovetz.org em Calcinha Exocet
Carla Cristina. em Maria sem vergonha!
Sandra mendonça em Crocs upgrade!

O QUE MAIS CLICAM NO TQG!

TQG STATS:

  • 227,091 já clicaram aqui desde abril de 2007!

TQG POR MÊS/ANO!

CATEGORIAS TQG:


%d blogueiros gostam disto: