Nuances…

Sempre que venho ao Brasil as comparações com a América são inevitáveis. Por mais difícil e injusto que seja comparar laranjas com maçãs…

Dessa vez não me perguntaram sobre a economia americana. Só sobre o primeiro ano de governo do Obama. Bom, ele não é mágico e nem se propôs a fazer milagres. Então, tempo ao tempo.

O Brasil, por sua vez, parece voltar a viver os anos do milagre econômico da década de 70. Pra fente Brasil. A media internacional está em polvorosa. Lula foi eleito o homem do ano.

Na minha constatação de brasileira, o Brasil continua o mesmo. O mesmo da minha realidade de quem vem aqui de férias mas sempre volta pra casa. Afinal a América já é minha casa há 9 anos e já sou até residente permanente. Usufruo do bom sistema de educação pública do condado onde moro, conto com segurança e serviços de emergência e com um bom sistema de transporte público. To say the least.

Numa conversa com uma amiga em 2005, ela me disse que um casal, morando em Brasilia (Plano Piloto), com 1 filho pequeno, com os dois trabalhando, pagando aluguel/condomínio, empregada, babá e as despesas do dia-a-dia, pra viver com conforto era preciso ter uma renda mensal de R$13.000,00 (US$7.000,00 com o dólar a 1.7). Cinco anos depois (2010), numa conversa parecida, uma prima que mora em Ipanema, com 1 filha em idade escolar, com os dois trabalhando, pagando aluguel/condomínio, empregada, babá e as despesas do dia-a-dia, pra viver com conforto era preciso ter uma renda mensal de R$20.000,00 (US$12.000,00 com o dólar a 1.7).

Claro que não é isso que a imprensa internacional anuncia. Com certeza que as camadas C & D estão se beneficiando de juros mais baixos, financiamentos, acesso a alguma tecnologia. E as camadas A & B que não querem ser associadas com as inferiores, seguem suas vidas como dantes. Isso é o que percebo e pode estar longe da verdade. Mas minha irmã que esteve no interior do Maranhão me fala da probreza e da falta de estrutura e até do abandono da capital, São Luiz. Quando penso que o presidente do Senado vem de lá e que no ano de 2009 balançou e quase caiu da esfera do poder, parece não fazer muito pelo povo do seu estado… Esse é o Brasil que percebo.

Uma outra prima me diz estar cansada da realidade onde concursadados trabalham duas vezes por semana. Como profissionla liberal, ela tem três empregos. Minha leitura: o concursado vai dizer, faça como eu e passe num concurso. Quanto a trabalhar só duas vezes por semana, faz parte do sistema… Eu disse pra essa minha prima que se ela acha que não consegue mudar nada, que ensine aos filhos a mudar. A repensar. A questionar. A votar com consciência. A participar.

Em 2009 o povo americano foi pra rua querer saber sobre as mudanças nos planos de saúde propostas pelo governo Obama. Idosos, jovens, brancos, negros. Se movidos pela ignorância não sei mas determinados a entender a complicada mudança. De uma certa forma me pareceu mesquinho que quem já tenha plano de saúde não queira mudanças para que os planos alcancem todos. Ao mesmo tempo muitos se mobilizaram para explicar as mudanças, forneceram email e telefone dos representantes no congresso americano.

Quando li as declarações do Lula de que “Todo mundo quer feira, mas não na porta de casa. Todo mundo quer ponto de ônibus, mas não na porta de casa”.”Pobre é bom para ver em filme”, não pude deixar de concordar. O Brasil não é politicamente correto, não quer a convivência pacífica de classes. Nossa bagagem cutural é essa.

Infelizmente!

12 Responses to “Nuances…”


  1. 1 Maria 21/01/2010 às 9:28 AM

    Parece q vc tocou numa ferida…. assunto polêmico esse. Parabéns por levantar o assunto e aceitar o questionamento.

    Eu sou residente permanente aqui também e tenho me questionado muito a respeito do que me fez vir para cá e viver longe do meu país e se isso vale (ou valeu a pena). Principalmente agora com o bebe chegando e como será para ele viver essa dualidade, afinal quero que ele tenha contato com o Brasil e a família lá. Confesso que ainda nnao cheguei a uma conclusão – rs.

    Tendo vivido a realidade confortável da classe média lá e aqui entendo suas colocações e preocupacões. Na minha cabeça não existe lugar perfeito. No Brasil está cada vez mais difícil manter um padarão de vida considerado confortável na classe média (pelo menos é o que ouço do meu irmão e amigos que “ralam” para isso como profissionais liberais e trabalhadores do setor privado), or outro lado aqui convivemos com outra cultura e temos que nos adaptar para ceitá-la com todas as suas nuances (boas ou ruins), afinal quando em Romaa…

    Quanto à qualidade de vida, aqui tem-se acesso a mais recursos e vê-se o retorno de seus impostos na educação, policiamento etc. o que infelizmente não se consegue no BR ainda.

    Quanto à segregação que alguém mencionou acima, não sei se não a sinto por morar na California e isso aqui ser uma verdadeira Babel (rs) o que minimiza muito a questão do preconceito, mas acho que a segregação vem acontecendo no Brasil por motivos outros que não somente o preconceito. Cada vez mais as pessoas se vêm compelidas a viverem em condomínios fechados, cerradas atrás de grades e cercas elétricas por N motivos que não cabe discutir aqui nesse momento. Além disso, quando vou ao BR observo que não há uma mistura natural entre as classes (não estou falando em preconceito racial, mas preconceito socio-econômico mesmo). Há um preconceito velado: “rico não se mistura com pobre” e vice-versa. Aqui sinto que essa distância sócio econômica é menor (claro que existe), mas é menos dura.

    Não sei, posso estar “viajando” no assunto que vc iniciou, mas e´muito difícil chegar a uma conclusão. Por isso volto a afirmar, não existe lugar perfeito, nem mesmo a casa da gente.

    Um beijo,

    • 2 bellavida 23/01/2010 às 4:08 PM

      Oi Maria,

      acredito que a responsabilidade de fazermos o onde moramos “perfeito” é nossa. Só reclamar de um país ou outro não resolve… Como sempre digo, tenho o melhor dos 2 mundos! Tenho senso crítico tb pra perceber as nuances (ainda bem!) e não quero estabelecer verdades. O que exponho aqui é o que presencio, o que vivo.

      bjs


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




A La Carte Paper Solutions

TWITTER – O ANDA ACONTECENDO NO MEU ATELIE?

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

E HOJE É DIA…

janeiro 2010
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

QUEM ANDA COMENTANDO NO TQG:

bellavida em Eu era feliz e sabia : )
Odila Nunes em Eu era feliz e sabia : )
lovetz.org em Calcinha Exocet
Carla Cristina. em Maria sem vergonha!
Sandra mendonça em Crocs upgrade!

O QUE MAIS CLICAM NO TQG!

TQG STATS:

  • 227,091 já clicaram aqui desde abril de 2007!

TQG POR MÊS/ANO!

CATEGORIAS TQG:


%d blogueiros gostam disto: