Sobrevivendo ao despatriamento: Blogagem Coletiva

expat

Salva pelo fuso horário!

Tinha me esquecido da blogagem coletiva mas como a Ciça me deixou um comentário, me dei conta que ainda dava tempo!

Fui procurar saber de onde surgiu esse termo. Do Latin ex (fora) e patria (pais). Em inglês se diz expatriate mas como o americano adora encurtar as coisa, dizem expat.

Sem nem saber, quando vim morar aqui na América em 1982, me tornei uma expatriada. Nos anos 80s, pré-tecnológicos (nem fax existia!), onde dependíamos de telefonemas caros e do correio lento, acho que a sensação de espatriamento poderia ser muita mais sentida. No meu caso, ainda aliáva-se  a idade (16 anos), pra ser do contra e detestar o que nem conhecia…

Hoje, quando me deparo com adultos espatriados que dizem não conseguir se adaptar ao frio, aos costumes, a língua, fico um pouco surpresa. Até porque (creio eu, que na maioria dos casos) o espatriado está no país estrangeiro porque quer.

Eu mesma já escrevi vários posts aqui entitulados “coisas (da América) que não entendo”.

5 Piscina

4 Imposto de renda

3 Dirigir em DC

2 Comida

1 Descartáveis

Não entender não quer dizer não aceitar.

A minha atitude em relação a morar na América como residente permanente (permanent resident) é muito simples. Estou aqui por livre e espontanea vontade.  Trabalho. Meu filho nasceu aqui. Tenho senso crítico, obviamente mas não vivo, exclusivamente, de criticar. Nem a América, nem o Brasil. Encaro a situação como tendo o melhor dos dois mundos. Não me sinto despatriada hora nenhuma. Nem pela minha aparência, nem pelo meu sotaque, nem pelo meu status social. Pra mim é uma questão de atitude. E, ao contrário do que muitos brasileiros(as) pensam, muitos de nós estamos aqui para estender a mão aos récem-chegados e não virar as costas.

Abaixo, o texto da Ciça:

Somos turistas e estrangeiros em praticamente todo mundo. Para muitos isso soa como aventura, novos povos, mundo, cultura… já para outras é um verdadeiro desafio a ser vencido em nome da felicidade.

Tudo começou com um despretensioso post aqui  nesse despretensioso blog. A repercursao foi maior a esperada e assim nasceu essa Blogagem Coletiva (ou quase coletiva, pois quem nao postou hoje, pode postar ainda e me avisar para ser linkado).

A Meiroca e a Mi me chamaram atenção para o termo despatriado/expatriado, nós somos é multipatriados. Vocês tem razão meninas. Temos nossa Pátria Mãe, a Filha da Mãe e alguns, como eu, ainda tem a Pátria Madrasta (no bom sentido da palavra). Aceita-las e ama-las como elas são é o segredo da minha felicidade. E se eu posso, vocês também podem!

Se dê ao trabalho de passar no blog de cada um aqui listado e perceba TODOS de uma forma ou de outra falamos a mesma coisa… batemos nas mesmas teclas: integração, respeito, aprender a língua, trabalhar, crescer, estudar, amar… Não deve ser a toa! Está tudo nas nossas/suas mãos.

Agradeço imensamente a todos os que participaram. Linkem esse post em seus blogs para facilitar as buscas, coloquem o selinho da Blogagem em seus sidebar, mostrem e iluminem o caminho, um dia eramos nós lá no começo dele!

14 Responses to “Sobrevivendo ao despatriamento: Blogagem Coletiva”


  1. 1 Maria 09/10/2009 às 6:33 PM

    Ola’. Adorei a blogagem coletiva e o tema. Concordo com vcs. Fico um pouco irritada com o estrangeiro que vem para ca’ e fica somente focado no negativo. E’ claro que e’ normal sentir falta do nosso pais natal, mas come on, escolhemos viver aqui. Tudo bem que o destino deu uma contribuida na maioria dos casos: casamentos, ofertas empregos que requerem transferencias, escolas etc. Mas ninguem nos forca a encarar a vida aqui. Acho que temos que aproveitar o que a vida nos proporciona e assumir a patria “adotiva” aprendendo a ama-la e respeita-la como fazemos com nosso Brasil, com todos os defeitos e qualidades que ele tem. Afinal, quando em Roma….. rsrsrsrs.

    Um beijo grande!
    Maria

  2. 2 Heloisa 09/10/2009 às 11:25 AM

    Oi, Isabella,
    Gostaria de falar com você sobre o Facebook, mas não tenho seu e-mail. O convite que você me mandou, sumiu da minha caixa (não sei como). Então, se puder, mande um e-mail para helo70@gmail.com e eu escreverei para você, trocando ideias sobre o Face.
    Beijo.

  3. 3 Flavia 06/10/2009 às 10:42 PM

    Muito legal a postagem coletiva, concordo com tudo o que disse e com o que a Cica disse tbem que somos turistas e estrangeiros em qq lugar do mundo, eh verdade🙂

    bjs


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




A La Carte Paper Solutions

TWITTER – O ANDA ACONTECENDO NO MEU ATELIE?

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

E HOJE É DIA…

outubro 2009
S T Q Q S S D
« set   nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

QUEM ANDA COMENTANDO NO TQG:

bellavida em Eu era feliz e sabia : )
Odila Nunes em Eu era feliz e sabia : )
lovetz.org em Calcinha Exocet
Carla Cristina. em Maria sem vergonha!
Sandra mendonça em Crocs upgrade!

O QUE MAIS CLICAM NO TQG!

TQG STATS:

  • 227,091 já clicaram aqui desde abril de 2007!

TQG POR MÊS/ANO!

CATEGORIAS TQG:


%d blogueiros gostam disto: