Picnic ao curry

Todo ano meu departamento faz um picnic.

Eu não sei se a presença indiana era tão grande há 20 anos atrás quando parece que começaram essa tradição…

Na verdade o picnic é promovido para que haja interação entre os vários departamentos de informática. Se a pessoa opta por não participar, tem que ir pro escritório trabalhar.

Entre os funcionários, consultores, contractors e temporários, eu diria que há uma grande porcentagem de indianos, paquistaneses, sri-lankeses(?), bangladeshianos(?), ou seja, muitas pessoas do sul da ásia.

Lembro-me bem do primeiro picnic que fui. Estava um dia típico de junho, quente e úmido. Botei o biquini na bolsa com a esperança de ter piscina : ). Quando comentei/perguntei se era possível usar a piscina ou tomar sol, quase cairam pra trás: – Você quer matar todos os indianos? Eu não tinha ideia que os indianos não vão a praia ou piscina. Não pelo menos da maneira como nós, brasileiros, estamos acostumados… Então me resignei a pegar uma corzinha de camiseta e short…

Num outo picnic, o ônibus que eu estava se perdeu e eu e uma peruana resolvemos fazer uma enquete sobre que tipo de vestimenta as pessoas usam pra ir a praia. A pesquisa científica foi representada pelo número de nacionalidades que estavam no ônibus.

Na américa do sul: biquini e sunga. Houve uma certa comoção sobre o tão faldo biquini brasileiro

Na américa do norte: biquini/maio e bermuda.

No Iran: homens e mulheres tem que ir a praia separadamente… Não me lembro se podem usar roupas de banho.

Na Índia: só as crianças nadam usando algo mais confortável. Adultos vão de roupa e só molham os pés.

Em algums países africanos: as pessoas, simplesmete, não vão a praia.

Em alguns países europeus:biquini e sunga e o topless é super comum

Também fiquei surpresa que além do tradicional hambúrger e cachorro quente, havia um buffet com carne de carneiro e vários pratos vegetarianos e beeem picantes. Assim como também há partidas de futebol, basquete, tênis, também joga-se cricket! E o DJ, além das tradicionais músicas de embalo, toca muita música indiana e os homens, principalmente, dançam muito!

Como há uma rotação de indianos com o escritório off-shore, muitos passam pouco tempo aqui. Eles não se entrosam e mal olham pras pessoas. Se são da mesma região e falam a mesma língua, não fazem cerimônia alguma e não falam inglês, mesmo que se sentem na mesma mesa que você. A única pessoa com quem consegui um entrosamento maior até hoje foi com uma indiana de Chennai e que comprou  e  vestiu uma calça jeans pela primeira vez na vida pra ir ao picnic. No dia-a-dia, ela só usava saris. O filho dela, de 8 anos não podia acreditar que a mãe estava usando uma calça jeans!

Eu, pessoalmente, acho essa convivência incrível e já ouvi histórias interessantíssimas! Já fui há dois casamentos indianos desde que comecei a trabalhar no depto. de informática e eu era a única convidada não indiana.

Agora então com a novela Caminho das Índias, parece que entendo os indianos um pouco melhor. Contei pra algumas delas (nunca converso com os homens, eles ficam sem graça) sobre a novela e quando falei ARE BABA, BAGUANQUELIÊ, mencionei o Lord Ganesh e falei em bindi, todas riram muito e ficaram muito surpresas!

Sei que muita gente acha a novela exagerada. Eu acho fabuloso que num país como o Brasil, a enorme parte da população que tem a televisão como, praticamente, a única diversão, tenha acesso a outra cultura. Afinal, se fossem fazer uma novela sobre o Brasil, que Brasil seria esse? Pelas nossas dimensões geográfica (como a indiana), nossa diversidade cultural, como criar um Brasil sem caricaturas?

Minha vontade foi de ter feito uma outra enquente pra saber se Slumdog millionaire representa Mumbai verdadeiramente mas sei que pode haver implicações políticas numa simples pergunta e fiquei na minha.

Abaixo, algumas fotos do picnic.

CIMG6377CIMG6376CIMG6375

CIMG6378

Anúncios

12 Responses to “Picnic ao curry”


  1. 1 Maria 18/05/2009 às 8:07 PM

    Olá Bella!
    Também trabalho com vários indianos aqui na California. Fizemos uma enquete sobre o Slundog Millionaire furante um almoço e o feedback foi unânime em dizer que não representa a India e que a coisa é bem pior do que o mostrado no filme em termos de segregação e até mesmo pobreza. Não conversei com nenhum que tenha gostado do filme como veículo de representatividade da cultura. Nem da música gostaram….
    Não sei né, talvez tivéssemos o mesmo a dizer se fosse o Brasil retratado por um diretor estrangeiro, não?
    Bjs e uma super semana para vc!

  2. 3 Beth Q. 18/05/2009 às 2:13 AM

    Ô sua firangui estrangeira! kkkk
    Notei as centenas de indianos aí em Washington e outra coisa que percebi é que falavam na língua ou dialeto deles, nada de inglês, apesar da gente saber que o inglês também é aprendido e falado lá há tempos, quase uma segunda língua.

    Lendo hoje em O Globo sobre um livro que dois autores ingleses lançaram na Inglaterra a respeito do grande pensador brasileiro Gilberto Freyre, livro esse dirigido ao público inglês em geral.
    Eles dizem que: “as idéias de Freyre sobre miscigenação e multiculturalismo estão se tornando mais e mais relevantes para que países como Estados Unidos e principalmente a Europa possam entender esta imensa imigração que está havendo.”
    e mais… “Freyre elogiava a capacidade dos portugueses e depois dos brasileiros de deixar as pessoas se misturarem naturalmente. Para ele, isso enriquece a cultura de maneira fluida. Na Inglaterra, hoje, há uma tolerância total pelas diferenças. Isso não ncessariamente impede a mistura,, mas talvez seja uma coisa mais lenta. Em Londres existem regiões habitadas apenas por imigrantes de Bangladesh. Mas há pouco uma pesquisa constatou que hoje 10% da população infantil na Inglaterra é mista. É um número altíssimo em relação à história do país. Então, está havendo uma mistura.”

    Bem, o que eu acho é que apesar dos EUA estar recebendo de maneira bastante natural toda essa gente, pouco se faz de repente para inseri-los e os trazerem para seus valores nacionais e por isso eles ficam nesta espécie de “guetos”, bairros e usando a própria língua dentro de um país estranho.

    Só digo que, se fosse aqui no Brasil, eles estariam entrando na nossa ‘onda’ rapidinho, ou seja, mulherada na praia de biquini e homem de sunga ou bermudão em menos de 10 anos. haha
    Nesse ponto, brasileiro sabe como ninguém se relacionar. Are baba!

    beijinhos cariocas

    • 4 bellavida 18/05/2009 às 10:12 PM

      Que interessante, Beth!

      Embora eu ache que nós temos essa bela capacidade de assimilarmos outras culturas a nossa, ainda discriminamos muito economicamente…

      Eu quase não vejo indianos no Brasil…

      bjs

  3. 5 Sonia 16/05/2009 às 12:59 PM

    Are baba Bella 🙂 Tenho uma otima amiga indiana que vai a piscina de maio (um maio bem comportado, mas maio). Acho que os costumes retratados na novela sao meio regionais. Como voce disse, se fosse uma novela sobre o Brasil na India tambem seria bem caricata.

    Ela me disse que a mae dela nao chama o pai pelo nome, fala suniedi como se ouve na novela, mas que hoje em dia ninguem que ela conhece faz mais isso. As supersticoes tambem sao coisa de pelo menos duas geracoes atras, para ela. Ela e bem moderna, nunca a vi usando sari (a mae dela esta sempre de sari). Mas ela acha super fofo ter a novela no Brasil e morre de rir quando eu digo are baba… 🙂

    • 6 bellavida 16/05/2009 às 2:21 PM

      Oi Sonia, namastê! Tb conheço indianas que nasceran aqui e não mantém a cultura de usar sari e vão a praia e piscina. As pessoas com quem trabalho, normalmente, vem do sul da Índia que é considerado diferente do Norte. Assim como no Brasil tb há diferenças sociais e econômicas de uma região pra outra.

      bjs


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




TWITTER – O ANDA ACONTECENDO NO MEU ATELIE?

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

E HOJE É DIA…

maio 2009
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

QUEM ANDA COMENTANDO NO TQG:

bellavida em Eu era feliz e sabia : )
Odila Nunes em Eu era feliz e sabia : )
lovetz.org em Calcinha Exocet
Carla Cristina. em Maria sem vergonha!
Sandra mendonça em Crocs upgrade!

O QUE MAIS CLICAM NO TQG!

  • Nenhum

TQG STATS:

  • 229,641 já clicaram aqui desde abril de 2007!

TQG POR MÊS/ANO!

CATEGORIAS TQG:


%d blogueiros gostam disto: