Eu nasci assim, eu cresci assim, eu sou mesmo assim, Isabella!

modinha da Gal diz Gabriela mas, assim como ela

Quem me batizou quem me nomeou
Pouco me importou é assim que eu sou
Gabriela sempre Gabriela

eu vou ser sempre Isabella

criança levada, teimosa que não deixava pentear os cabelos e ganhou um corte Joãozinho,

que sempre quis ser menino pra poder andar de bicicleta na rua e não ter que dizer pra onde ia,

que se voluntariou pra ir de menino a festa junina da escola só de meninas,

ciumentíssima da irmã e irmão mais novos. Sempre quis ter uma mãe só pra mim,

que não olhou pra trás no primeiro dia de pré-primário,

mas que chorava de saudade da mãe (aos 8 anos) quando dormia na casa das primas num bairro perto de casa,

que, na infância, teve uma família imaginária em Teresópolis (onde nunca fui) composta de vários imãos mais velhos e onde eu reinava absoluta,

que lia de tudo e adorava Monteiro Lobato e trilogias,

que foi campeã de leitura na 1a séria primária,

que não ía as aulas de ballet nem amarrada e achava injusto ter aulas de natação numa piscina gelada quando o professor nem entrava na água…

que teve apelido de mosquitinho elétrico e de alegria de cachorro (muito magrinha na adolescência) e foi tachada de metida e mimada,

que usou óculos pra miopia desde os 11 anos, fez cirurgia corretiva aos 32 e hoje usa óculos pra vista cansada (esse mesmo aí do banner),

que usou aparelho dos 12 aos 15 anos,

que colecionou papéis de carta e adesivos,

que começou a fazer scrapbooks aos 19,

que pintou camisetas na adolescência e vendeu bombons na faculdade pra ganhar um din-din,

que sempre gostou de organizar tudo,

que sempre gostou de desenhar e teve uma fase pastel que copiou Van Goghs e Cezannes e que a mãe, muito orgulhosa, emoldurou e pendurou pela casa,

que teve cabelo curto durante anos e agora tem cabelo comprido e é L’Oura,

que já achou a grama do vizinho mais verde e hoje vê que é balela e que curte e é feliz com o que tem,

que já foi rancorosa e teimosa e hoje largou mão de se aborrecer,

e que até aprendeu a perdoar mas não a ser feita de boba mais de uma vez,

que foi sempre muito curiosa e que sempre quis saber o porquê das coisas,

que sempre procurou ajudar quem vendia biquinis,  que trazia roupa de fora pra vender, que vendia bijus,  que vendia jóias,  que fazia massagens mas que já se sentiu a recíproca não é verdadeira,

que sempre buscou e levou as pessoas pra cima e pra baixo quando era louca o suficiente pra dirigir,

que, btw, só tirou carteira de motorista aos 25 anos e hoje nem quer ouvir falar do assunto,

a que sempre quis pagar a conta do restaurante quando tinha uma amiga que não podia,

a que sempre quis manter um papo cabeça mas que também curte uma abobrinha, ma non tropo!

a que se arrependeu das oportunidades que teve de estar com pessoas queridas por causa de trabalho e que, hoje, na primeira oportunidade saca o cartão de crédito e manda brasa,

a que sempre preferiu trabalhar a estudar mas que teve folêgo pra encarar um mestrado…

a que por muito tempo se considerou uma mosca morta mas que depois passou a não tolerar injustiças e faz o que pode pra ajudar,

a que adora uma lista, da lista, da lista e poder checar o que já foi feito,

que adora uma festa dance,

que não sabe sambar, nem sabe nada de MPB e não gosta de música latina, reggae, pagode, sertaneja,

que desejou sempre ser mãe e hoje é coruja até não poder mais,

que guarda segredo a 7 chaves,

que não gosta e nem fala palavrão,

que enjôa em qualquer tipo de barco,

que gosta do que dá trabalho e não diz: – não vou porque é muito longe,

que acredita que gentileza gera gentileza e que sorrisos abrem portas,

que não tolera comentários não solicitados e comparações mesquinhas,

que  tem paciência zero pra panelinhas, gente burra, cara-de-pau, mal-educada e mal-agradecida (tô muito velha pra isso),

que não acredita em BFF (Best Friends Forever),

que aprecia um humor refinado mas não aguenta cinismo, sarcasmo e arrogância,

que não acredita em príncipe encantado e ter vida de princesa,

que se sente abençoada pelos pais que tem,

que gosta de manter contato com as pessoas mas já sentiu que a recíproca não é verdadeira,

que acredita em seus próprios conceitos de fé,

que não entende, digamos assim, a falta de um conhecimento mínimo de informática no mundo de hoje,

que acredita piamente que cobras não tem asas as  por motivos óbvios,

que aprecia o belo, a estética o bom senso,

que respeita a natureza,

que acredita sim, que as pessoas são capazes de tudo,

que, de uma certa maneira, se considera injustiçada e mal-interpretada mas que isso faz parte de se viver em sociedade, so be it,

e tem quem goste!

Anúncios

7 Responses to “Eu nasci assim, eu cresci assim, eu sou mesmo assim, Isabella!”


  1. 1 bellavida 17/11/2008 às 11:56 PM

    Amei!! é legal é como te ouvir falar …até ouvi a sua voz!!!!

    SAUDADESSSSSSSSSSSS vamos arranjar um jeito da gente se encontrar aqui no Brasil

    que dia mesmo vc vem, e até quando….em cada lugar…

    bjsssssssssss

    Lu


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




TWITTER – O ANDA ACONTECENDO NO MEU ATELIE?

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

E HOJE É DIA…

novembro 2008
S T Q Q S S D
« out   dez »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

QUEM ANDA COMENTANDO NO TQG:

bellavida em Eu era feliz e sabia : )
Odila Nunes em Eu era feliz e sabia : )
lovetz.org em Calcinha Exocet
Carla Cristina. em Maria sem vergonha!
Sandra mendonça em Crocs upgrade!

O QUE MAIS CLICAM NO TQG!

  • Nenhum

TQG STATS:

  • 230,264 já clicaram aqui desde abril de 2007!

TQG POR MÊS/ANO!

CATEGORIAS TQG:


%d blogueiros gostam disto: